Carlos Morgado (2010 / 1955)

Posted: 12/06/2010 in Pessoas


Foi com um misto de palmas e lágrimas que hoje me despedi do amigo Morgado, teve uma despedida linda, sentida e partilhada com centenas de amigos, emocionante, contagiante.
Para ti, que sei que nos estás a ver, fica este poema. Até sempre. BOM ANO!

“Por quem não esqueci”

Há uma voz de sempre
que chama por mim
para que eu lembre
que a noite tem fim

ainda procuro
por quem não esqueci
em nome de um sonho
em nome de ti

por sinais perdidos
espero em vão
por tempos antigos
por uma canção

ainda procuro
por quem não esqueci
por quem já não volta
por quem eu perdi

procuro à noite
um sinal de ti

eu espero à noite
por quem não esqueci
eu peço à noite
um sinal de ti

“Por quem não esqueci”
Sétima Legião 1989 – De Um Tempo Ausente

Advertisements

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s