Carnaval: Crise corta mais de 350 mil euros nos orçamentos um pouco por todo o país

Posted: 04/03/2011 in Canas de Senhorim, Imprensa
Tags: ,

Lisboa, 04 mar (Lusa) — Reciclar é palavra de ordem nos principais carnavais do país em cujos orçamentos os cortes vão ultrapassar os 350 mil euros, com exceção para a Mealhada, Ovar, Guarda e Pataias, onde a contenção passa ao lado da folia.

Torres Vedras e Loulé, saiem à rua com menos 100 mil euros nos orçamentos, que descem, respetivamente, de 600 e 400 mil euros, para 500 e 300 mil. A crise, que serve de mote à sátira na maioria dos cortejos, faz sentir os seus efeitos na Figueira da Foz (que reduz de 170 mil para 100 mil euros), Estarreja (com 35 mil e 500 euros em vez dos 39.500 de 2010) e Sines (com 190 mil euros, menos 40 mil que o ano passado).

No distrito de Viseu, onde se destacam tradições como a “Dança dos Cús” de Cabanas de Viriato (Carregal do Sal) ou os caretos de madeira de Lazarim (Lamego) a palavra de ordem é “poupança” Aos 25 a 30 mil euros gastos anualmente pela Associação do Carnaval de Cabanas de Viriato subtraem-se este ano todos os custos de publicidade e, em Canas de Senhorim, o corte de 2.500 euros nos subsídios da câmara leva a organização a reduzir os 17 mil euros do ano passado.
In: VISÂO

Advertisements

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s