PRIMEIRA PARTE:No passado dia 21 de Março, a RTP visitou a Fundação Lapa do Lobo. O programa matinal Praça da Alegria, veio celebrar o início da Primavera na Lapa do Lobo. Não podia ter começado melhor, um sol forte e um céu limpo presenteou todos os presentes. O apresentador (repórter) Helder Reis, começou por dar os bons dias com as crianças da Escola Primária da Lapa do Lobo e as crianças do Atelier de Artes da Fundação.

Seguiu-se a apresentação das barraquinhas com produtos da região, o Sr. Bogas apresentou a “sua casa” Talho dos Bogas no Carregal do Sal com mais de 50 anos no mercado, deu a conhecer as magníficas Chouriças de Carne, Morcelas de Cebola, Salpicão, Morcela de Assar, alheiras, farinheiras, etc.

Após esta apresentação, Helder Reis dirigiu-se ao Presidente da Fundação Dr. Carlos Torres que falou um pouco da Fundação e dos apoios da mesma.

A Fundação com o nome da freguesia é uma Sociedade de direito privado, totalmente dedicada a fins de aspecto cultural e formativo, (sendo sem fins lucrativos). Tem apoiado vários jovens do conselho de Nelas e Carregal do Sal com bolsas de estudo, criaram na freguesia da Lapa do Lobo um atelier de artes para crianças e jovens, Escola de bordados que é uma forma de recuperar uma tradição antiga da região, apoiam vá rias associações de cariz social e cultural, dando especial atenção às escolas de teatro e de musica. Helder Reis ficou surpreendido com o edifício Sede, a recuperação de um espaço antigo e bonito. Dr. Carlos Torres acrescentou ainda que uma das funções da fundação era também a, Protecção do património arquitectónico civil da freguesia da Lapa do Lobo e da Beira Alta em Geral.


Voltando à gastronomia nada como uma visita à Barraquinha da Quinta da Boiça, representada pela D. Teresa Mouraz , que falou do vinho produzido na Quinta da Boiça em Canas de Senhorim, um vinho de tradição Familiar com castas tinta Roriz, Touriga Nacional e Alfrocheiro, falou um pouco da quinta, das vinhas e da Gastronomia Beirã.

Falar de vinho do Dão e não Falar de queijo Serra da Estrela até parece pecado um casamento perfeito. O Sr. Jorge, representante da Quinta da Lagoa em Vale de Madeiros, apresentou os seus queijos Serra da Estrela de pasta semi-mole e velho, o requeijão também ele Serra da Estrela tudo produtos D.O.P.


Agostinho Matias, chefe do Agrupamento 604 do Corpo nacional de Escutas de Canas de Senhorim, enalteceu o apoio que a Fundação Lapa do Lobo dá a este Corpo de Escutas, uma das poucas ajudas que recebem.

E como começou a primavera, e a Primavera é alegria, nada melhor que encerrar esta primeira parte como Grupo de Cavaquinhos de Vila Meã-Carregal do Sal.

CONTINUA EM BREVE

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s