Canas de Senhorim não desiste de ser concelho

Posted: 03/06/2011 in Canas de Senhorim, Politica
Tags: , ,

Canas de Senhorim não desiste de ser concelho
A possibilidade de redução do número de municípios portugueses não deita por terra a bandeira do Movimento de Restauração do Concelho de Canas de Senhorim, que há décadas aspira separar-se de Nelas.
Longe dos tempos em que as ações de luta da população abriam telejornais e faziam manchetes, agora a obrigação do movimento é “tentar perceber o momento político, vivê-lo e sobreviver ao máximo”, disse à agência Lusa o seu líder e também presidente da Junta de Freguesia de Canas de Senhorim, Luís Pinheiro.
“O movimento não parou, candidatou-se, ganhou as eleições em Canas de Senhorim e continua com o seu objetivo, que é a restauração do concelho, embora se perceba perfeitamente que o momento que se está a atravessar, a crise política, a vontade política em extinguir concelhos e freguesias, não é o mais oportuno”, admitiu.
Luís Pinheiro lembrou que o movimento “tem 30 anos, já passou por várias fases, várias reestruturações do país, várias consciências e foi sobrevivendo”, tendo mesmo sido “concelho por um mês” em 2003.
“Portanto, nada nos diz que amanhã as coisas não possam ser diferentes”, sublinhou.
Cumprindo o prometido, PSD e BE tinham apresentado um projeto-lei na Assembleia da República que dava resposta aos anseios “separatistas” de Canas de Senhorim, que viria a ser aprovado a 01 de julho de 2003, com os votos contra do PS.
Eufórico, o povo saiu à rua para festejar, mas, no último dia do mesmo mês, o então Presidente da República, Jorge Sampaio, desfez o sonho de décadas, ao vetar a lei-quadro de criação de novos municípios.
“Jorge Sampaio deixou-nos completamente ao abandono. O movimento teve de escolher o seu próprio caminho”, explicou Luís Pinheiro, congratulando-se pelo trabalho que entretanto tem vindo a ser feito na freguesia no âmbito de “relações cordiais” com a presidente de Câmara de Nelas, Isaura Pedro (PSD-CDS/PP), que derrotou o socialista José Correia.
Segundo Luís Pinheiro, esta aspiração de elevação a concelho nunca foi uma mera “guerra entre Canas e Nelas”. Na base esteve e está “um sentimento municipalista” e uma vontade de ser “dono do próprio destino”.
Isaura Pedro assegurou à Lusa respeitar muito “os ideais da população de Canas de Senhorim”, apesar de entender que “não fará muito sentido nesta altura essa luta” pela elevação a concelho.
“Um presidente de um município tem que olhar por todas as freguesias. Isso não foi feito e criou um extremar de posições, mas penso que neste momento essa questão não se coloca”, afirmou.
Isaura Pedro admitiu que a câmara até tem “privilegiado um bocadinho” a freguesia de Canas de Senhorim, “para compensar os 20 anos em que nada lá foi feito” pelo seu antecessor.
A autarca disse que se trata de uma “postura democrática”, porque apesar de não concordar com a divisão do concelho, sempre achou que “eles tinham razões que eram imperiosas: a falta de investimento e a má qualidade de vida que progressivamente se estava lá a instalar”.
Abordados pela Lusa, vários habitantes de Canas de Senhorim admitiram que, atendendo ao contexto político e ao investimento que tem sido feito na freguesia, já não faz sentido continuar a lutar pelo concelho.
“Apoiei [a luta] até uma certa e determinada altura, até ao ponto em que vi que as coisas já não tinham razão de existir”, contou Pedro Pinto.

Retirado de: www.cnoticias.net

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s